sábado, Setembro 01, 2012


/// LIBRARY AND MUNICIPAL ARCHIVES, GRÂNDOLA
[PT] Os premiados no concurso público de concepção para elaboração do projecto da Biblioteca e do Arquivo Municipais de Grândola (Portugal) são:  
[ENG] The winners of the public competition for development of the conception project for the Library and Municipal Archives in Grândola (Portugal) are:

















::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
SUBLIMEFUGA NO FACEBOOK
Se não conseguir visualizar correctamente os conteúdos no ecrã, ir a ferramentas e activar a vista de compatibilidade; If you can not correctly display the contents on the screen, go to tools and enable compatibility view

domingo, Agosto 26, 2012

/// 13Th VENICE ARCHITECTURE BIENNALE

[PT] Este vídeo apresenta a preparação da 13ª Mostra Internacional de Arquitectura que decorrerá de 29 de Agosto a 25 de Novembro de 2012, em Veneza. Dirigida por David Chipperfield, é intitulada por “Common Ground”. Este ano, o galardão Leão de Ouro Carreira foi atribuído ao arquitecto português Siza Vieira. Segundo o director da Bienal: “É difícil pensar num arquitecto contemporâneo que tenha mantido uma presença tão consistente na profissão como Álvaro Siza. Que essa presença mantenha-se própria de um arquitecto que vive e trabalha na margem extrema do atlântico na Europa, servindo para enfatizar a sua autoridade e o seu estatuto”.
É de salientar que o colectivo português ateliermob (liderado pelos arquitectos Tiago Mota Saraiva e Andreia Salavessa) estará representado, como finalistas do prémio Future Cities, nesta edição da bienal com o projecto “Working with the 99%”, cujo o objectivo é desenvolver o licenciamento das casas no bairro PRODAC, em Lisboa.
[ENG] This vídeo shows the preparation of the 13th International Architecture Exhibition to be held from August 29 to November 25 of 2012, in Venice. Directed by David Chipperfield, is entitled by “Common Ground”. This year, the Golden Lion for Lifetime Achievement was awarded to portuguese architect Siza Vieira. According to the director of the Biennale: “It is difficult to think of a contemporary architect who has maintained such a consistent presence within the profession as Álvaro Siza. That this presence is maintained by an architect that lives and works at the extreme Atlantic margin of Europe only serves to emphasise his authority and his status.”
It is noteworthy that the Portuguese collective ateliermob (led by the architects Tiago Mota Saraiva e Andreia Salavessa) will be represented, as finalists in the Future Cities award, in this edition of the biennial, with the project "Working with the 99%" whose purpose is develop the licensing of houses in the neighborhood PRODAC in Lisbon.
::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
SUBLIMEFUGA NO FACEBOOK
Se não conseguir visualizar correctamente os conteúdos no ecrã, ir a ferramentas e activar a vista de compatibilidade; If you can not correctly display the contents on the screen, go to tools and enable compatibility view

domingo, Fevereiro 05, 2012

/// PAULO DAVID WON 2012 ALVAR AALTO MEDAL

[PT] O arquitecto Português Paulo David foi distinguido com a medalha Alvar Aalto 2012. O trabalho deste arquitecto, com o ateliê sediado na Madeira, revela uma autenticidade e intensidade únicas. A sua obra evidencia uma forte relação com o local, a história, o território. A arquitectura integra a paisagem e dela faz parte.
A Medalha Alvar Aalto é atribuída a um arquitecto ou ateliê de arquitectura em reconhecimento de um contributo significativo para a arquitectura. A medalha tem sido tradicionalmente atribuída pela data do aniversário de Alvar Aalto (3 de Fevereiro). O prémio é concedido pela Comissão Medalha Alvar Aalto, que representa a Fundação Alvar Aalto, a Associação Finlandesa de Arquitectos/SAFA, a Fundação para o Museu de Arquitectura da Finlândia, a Sociedade Finlandesa de Arquitectura e da Cidade de Helsínquia. A Comissão da Medalha nomeia um Júri de especialistas, que escolhem o destinatário da distinção.
Segundo o júri "o trabalho de David é localmente enraizado, mas ao mesmo tempo universal. É um alerta oportuno de que a arquitectura pode ser calma, serena, lírica, poderosa e "não-espectáculo". A sua obra continua a busca constante por uma arquitectura adequada, relevante e autêntica que se funde com a paisagem. O trabalho respeita e responde à "história, tempo, lugar, cultura e tecnologia" - a sua arquitectura é uma resposta, não uma imposição".


Foram galardoados com a Medalha Alvar Aalto; Were awarded with Alvar Aalto medal:
1967 Alvar Aalto; 1973 Hakon Ahlberg (Suécia); 1978 James Stirling (Reino Unido); 1982 Jørn Utzon (Dinamarca); 1985 Tadao Ando (Japão); 1988 Álvaro Siza (Portugal); 1992 Glenn Murcutt (Austrália); 1998 Steven Holl (EUA); 2003 Rogelio Salmona (Colômbia); 2009 Tegnestuen Vandkunsten (Dinamarca); 2012 Paulo David (Portugal).


[EN] Portuguese architect Paulo David was distinguished with Alvar Aalto medal 2012. The work of this architect, with his office based in Madeira, reveals a unique authenticity and intensity. His work shows a strong relationship with the local, history, the territory. The architecture integrates the landscape and makes part of it.
The Alvar Aalto Medal is awarded to an architect or architectural office in recognition of a significant contribution to creative architecture. The medal has traditionally been presented on or around Alvar Aalto’s birthday (February 3).
The prize is awarded by the Alvar Aalto Medal Committee, which represents the Alvar Aalto Foundation, the Finnish Association of Architects SAFA, the Foundation for the Museum of Finnish Architecture, the Finnish Architectural Society and the City of Helsinki. The Medal Committee appoints a jury of experts, who select the recipient of the honor.
In the words of the jury, “David’s work is locally rooted, yet at the same time universal. His is a timely reminder that architecture can be quiet, serene, lyrical, powerful and well removed from spectacle. His work continues the search for an appropriate, relevant and authentic architecture that fuses with the landscape. The work respects and responds to ‘history, time, place, culture and technology’ – his is architecture of response rather than of imposition.”

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
SUBLIMEFUGA NO FACEBOOK
Se não conseguir visualizar correctamente os conteúdos no ecrã, ir a ferramentas e activar a vista de compatibilidade; If you can not correctly display the contents on the screen, go to tools and enable compatibility view

domingo, Janeiro 29, 2012

/// OM HOUSE, BY SOU FUJIMOTO

[PT] Através de gestos simples, a casa OM, desenhada pelo arquitecto japonês Sou Fujimoto, formaliza-se e articula-se em torno de um pátio e evidencia uma vivência do espaço diversificada e adaptada às necessidades de quem a habita. Cada espaço transforma-se numa descoberta constante e revela-se em momentos fluídos e contínuos, numa organicidade quase plástica e emotiva. [EN] Through simple gestures, OM house, designed by Japanese architect Sou Fujimoto, is formalized and structured around a courtyard and shows a living experience space adapted and diverse to the needs of those who inhabit it. Each space becomes a constant discovery and reveals fluid and continuos moments, in a organic almost plastic and emotional.
TECHNICAL INFORMATION: Architects: Sou Fujimoto Architects; Local: Yokohama, Kanagawa, Japan; Design: 2007-09, Construction: 2009-10; Sou Fujimoto, principal-in-charge; Tomoko Kosami, Hiroshi Kato, project team; Consultants: Jun Sato Structural Engineering-Jun Sato, Mika Araki, structural; Genreal contractor: UBM Corporation Masakatsu Ito; Structural system: reinforced concrete; Major materials: galvanized steel, mortal, exterior; maple flooring, plaster board, interior; Site area: 72.72sqm; Built area: 43.60sqm; Total floor area: 97.09sqm; Photography: Iwan Baan; Imagens cedidas, gentilmente, pelo ateliê; Images courtesy, kindly by the office. Thanks to Aya Tatsuta, Associate at Sou Fujimoto Architects and Iwan Baan Photography

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

SUBLIMEFUGA NO FACEBOOK

segunda-feira, Dezembro 26, 2011

/// CARRILHO DA GRAÇA AWARDED

[PT] O primeiro prémio do concurso internacional por pré-selecção para o projecto de protecção e musealização da Villa Galo-Romana de Séviac, em Montréal du Gers, França, foi atribuído ao arquitecto português João Luís Carrilho da Graça.
O concurso internacional por pré-selecção promovido pelo S.I.V.U. Elusa-Séviac oferece a oportunidade de criar um sistema de protecção das ruínas da Villa, na qual os elementos mais importantes são os pavimentos em mosaico.
A Villa Galo-Romana de Séviac, localizada na região Midi-Pirénées em Montreal du Gers, foi inicialmente descoberta no século XIX e é monumento classificado desde 1978.
As escavações realizadas nas últimas quatro décadas colocaram a descoberto uma estrutura de Villa Romana que teve o seu maior desenvolvimento no Baixo-império Romano nos séculos III e IV d.c.
Conceito - A proposta caracteriza-se pela a criação de um volume, uma cobertura que flutua e se dissolve no ar, sobre o planalto onde se localiza a Villa Galo-Romana. A sua geometria resulta da necessidade de protecção das zonas mais sensíveis da Villa com pavimentos em mosaicos. Este carácter abstracto enfatiza um pressuposto desejado - a forma da cobertura afasta-se de qualquer semelhança com o pré-existente, de modo a criar uma clara clivagem e emancipar o valor das ruínas romanas.
Espaço - A cobertura, colocada a 2,5m do pavimento acentua a subtil depressão existente no terreno resultante das escavações arqueológicas. Desta forma, a irregularidade dos vestígios arqueológicos é colocada em evidência relativamente ao plano translúcido e contínuo da cobertura.
Estrutura - Os apoios da cobertura são cirurgicamente posicionados não interferindo com áreas de pavimento em mosaico e suportam um sistema de treliças metálicas com uma altura média de 2m, envolto em tela translúcida, o que permite sugerir uma atmosfera volátil mas simultaneamente consistente. Um outro volume em vidro envolve uma construção realizada no final do século XX. Neste espaço, localizado antes da entrada da villa e ao longo da antiga estrada romana, funcionará o espaço de recepção e introdução ao tema - Villa Galo-Romana de Séviac. [EN] The first prize of the international competition by pre-selection for the protection and musealization project of Gallo-Roman Villa of Séviac in Montreal du Gers, France was attributed to the portuguese architect João Luís Carrilho da Graça. This international competition, by pre-selection, promoted by S.I.V.U. Elusa Séviac offers the opportunity to create a system of protection of the ruins of the villa in which the most important elements are the mosaic floors.
The Gallo-Roman Villa of Séviac, located in the Midi-Pirénées in Montreal du Gers, was first discovered in the nineteenth century and is listed monument since 1978.
The excavations in the last four decades presents a structure of a Roman Villa which had its greatest development in the Roman Empire down in third and fourth centuries AD.
Concept - The proposal is characterized by the creation of a volume, a roof that floats in the air and dissolves on the plateau where is located the Gallo-Roman Villa. It´s geometry results from the need to protect sensitive areas of the villa with mosaic floors. This abstract character emphasizes a desired assumption - the shape of the cover moves away from any resemblance with pre-existing, in order to create a clear divide and empower the value of Roman ruins.
Space - The coverage, placed 2.5 m above the floor, accentuates the subtle depression existing on the ground resulting from archaeological excavations. Thus, the irregularity of the archaeological is placed in evidence in relation to the plane of translucent and solid coverage.
Structure - The supports of the roof are surgically placed, not interfering with tiled floor and support a system of metal trusses with an average height of 2m, wrapped in a translucent screen, which allows us to suggest a volatile atmosphere but simultaneously consistent. Another glass volume involves a construction performed at the end of the twentieth century. In this space, located before the entrance of the village and along the old Roman road, will work the reception and introduction to the topic - Gallo-Roman Villa of Séviac.

FICHA TÉCNICA TECHNICAL INFORMATION Autor Author: João Luís Carrilho da Graça / Colaboradores Collaborators: Francisco Freire, Vasco Melo, Mariana Salvador, Nuno Castro Caldas/ Design Gráfico Graphic Design: p-06, Nuno Gusmão / Arquitectura Paisagista Landscape Architecture: Victor Beiramar Diniz / Engenharias Engineering: Settec, Société d’Etudes Techniques; Yac,ingenierie; Ravennantica s.r.l. / Promotor: S.I.V.U. du pôle archeologique d’elusa-séviac / CCost: 2,360,500€ / Local: Séviac, Montreal du Gers, França / Data Date: 2011 -Imagens e Textos cedidos, gentilmente, pelo ateliê Images, Drawings and text courtesy, kindly by the office

:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

SUBLIMEFUGA NO FACEBOOK

sábado, Dezembro 24, 2011

/// MERRY CHRISTMAS

domingo, Dezembro 04, 2011

/// TRANSLUCENT VIEW


[PT] O ateliê português aspa, liderado pela dupla de arquitectos Nuno Sousa Caetano e José Maria Cumbre venceu o prémio ENOR 2011 com a obra do Bar no Jardim 9 de Abril, Lisboa. O Prémio Ibérico Enor, entregue em Vigo, distingue, bienalmente, as melhores obras arquitectónicas da Península Ibérica.
“Usufruindo de um miradouro com vista panorâmica sobre o Tejo e enquadrado por um conjunto de edifícios cujo património arquitectónico é de enorme interesse, o Jardim 9 de Abril também conhecido por Albertas (Cerca do Convento das Albertas das freiras Carmelitas) ou Jardim da Rocha do Conde de Óbidos, surge como um promontório num espaço verde rodeado de tradição, aberto ao rio e aos navios, com a margem sul imponente a esconder Almada. Implantado no limite norte de um terraço (cobertura) de um edifício pré – existente onde o mesmo faz a ancoragem com o jardim, o bar/esplanada desenvolve-se num piso único. A sua construção de carácter efémero, a sua imagem de leveza, transparência, permeabilidade e de reflexos promove e preserva as relações de vistas existente, não permitindo que esta nova estrutura surja como uma barreira ao jardim”. [EN] The Portuguese office aspa, led by the two architects Nuno Sousa Caetano e José Cumbre was awarded with the ENOR 2011 prize, with the Bar located in the 9 April Garden, Lisbon. The ENOR iberian prize, delivered in Vigo, distinguishes, biennially, the best architecture works of the Iberian peninsula. “The 9th of April Garden, also known as the Albertas (the Albertas Convent belonging to the Carmelite Nuns) or the Rocha de Conde de Óbidos Garden, benefits from a belvedere with a panoramic view over the River Tagus and is set within a group of buildings of enormous architectural heritage interest, and stands as a promontory within a green area full of tradition, open to the river and to ships, with the impressive front of the south bank hiding the city of Almada.
The bar/terrace area is set out over a single floor on the north end of a (covered) terrace of a pre-existing building where it was linked to a garden. It is built in a style suggesting a fleeting construction, with an image of lightness, transparency, permeability and reflections which promotes and preserves the existing relationships of views, not allowing this new structure to emerge as a barrier to the garden”.



FICHA TÉCNICA: Localização - Lisboa, Portugal; Datas - 2008-2010; Cliente - Prado e Palma; Arquitectura – aspa - José Maria Cumbre e Nuno Sousa Caetano, Carolina Castro Freire (colaboração); Fundações e Estruturas - PRPC engenheiros, João Paulo Cardoso; Instalações Eléctricas e Telecomunicações - Energia Técnica, João Mira; Instalações de Segurança - Energia Técnica, João Mira; Sistemas de Climatização - Energia Técnica, Luís Loureiro; Instalações de Águas e Esgotos - Energia Técnica, João Paulo Branco / Pereira Monteiro; Instalações de Gás - Energia Técnica, João Paulo Branco / Pereira Monteiro; Medições e Orçamento - Deolinda Cancela; Construção - Salvaria Lda; Modelos Tridimensionais – Maquetas – aspa; Área - 308.80m2; Fotografias - FG+SG ; Imagens, Desenhos técnicos e Texto cedidos, gentilmente, pelo ateliê. TECHNICAL INFORMATION: Localization - 9 April Garden, Lisbon, Portugal; Date - 2008 – 2010 (The bar is opened since October 2010); Architecture - aspa - José Maria Cumbre + Nuno Sousa Caetano, collaboration (Carolina Castro Freire); Area - 308.80mq (in a single floor); Foundations and Structures - PRPC engenheiros; Electrical installations and Telecommunications, Security, Gas, HVAC, Water and Sewerage - Energia Técnica; Measurements and Budget - Deolinda Cancela; Construction - Salvaria Lda; Photographs - FG + SG ; Images, Drawings and text courtesy, kindly by the office.

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
SUBLIMEFUGA NO FACEBOOK

sábado, Novembro 19, 2011

/// STUDIO MOOV AWARDED

[PT] A proposta do ateliê português MOOV para a nova sede da organização ambiental FUNDECOR, em Puerto Viejo, Sarapiquí, Costa Rica foi galardoada com o 2 º lugar no Concurso Internacional de Arquitectura "Simbiose na Paisagem Rural". O projecto foi desenvolvido em colaboração com a arquitecta paisagista Susana Rodrigues e procurou dar resposta a um edifício de 600 m2. De acordo com os autores: "A preocupação fundamental que norteou o processo de decisão desde o início foi como produzir uma solução que é, ao mesmo tempo, responsável funcional, económica, icónica e ambientalmente. A forma circular do edifício permite dar uma resposta evidente a todas estas preocupações. A forma circular evoca ideias que sempre estiveram relacionadas, intrinsecamente, com continuidade, regeneração, equilíbrio e centralidade. Ela evoca movimento e, ao mesmo tempo, a ideia de um lugar para conhecer e reunir. A disposição radial dos espaços permite tirar o máximo proveito da paisagem em 360 graus e a distribuição funcional do programa, distribuído em torno de um pátio interior circular, onde as pessoas se podem reunir. Sob o gesto contínuo da grande superfície do telhado são gerados espaços distintos, desde quartos totalmente fechados, até espaços totalmente abertos, adequando cada área à respectiva função, de acordo com o programa. O edifício é levantado do chão, deixando a topografia do terreno intocada, reduzindo, a quase nada, a necessidade de escavação ou aterro. O fluxo natural da água da chuva também é preservado. Isso, também, permite que o ar se mova sob a construção, ventilando-a, e dá ao edifício uma presença mais proeminente, como uma referência na paisagem. Este projecto, não só preserva o local e oferece condições de vida para os seus moradores, como também melhora as condições naturais actuais, regenerando a área de intervenção. [EN] The proposal of the Portuguese studio MOOV for the new headquarters of the environmental organization FUNDECOR in Puerto Viejo, Sarapiquí, Costa Rica was awarded with the 2nd place in the International Architecture Competition "Symbiosis in the Rural Landscape." The project was developed in collaboration with landscape architect Susana Rodrigues and sought to respond to a building of 600 m2.
“The fundamental concern that guided the decision process from the start was how to produce a solution that is at the same time environmentally responsible, functional, cost effective and iconic. The circular shape of the building aims at giving a positive response to all of the above. The circular form recalls ideas that have always been associated with it such as continuity, regeneration, balance, and centrality. It evokes movement and, at the same time, summons the idea of place to meet, to gather.
The radial disposition of individual spaces allows taking full advantage of the landscape in all 360 degrees, and the functional distribution of the program, set in array around an inner circular patio, where people can gather. Under the single continuous gesture of the large roof surface are generated distinct spaces, from totally enclosed rooms, to fully open spaces, suiting each space to its function according to the program. The building is lifted from the ground, leaving the terrain topography untouched, reducing to almost none the need for excavation or land filling. The natural flow of rain water is also preserved. That also allows air to move under the construction, cooling it, and gives the building a more prominent presence, as a landscape reference. This project not only preserves the locations and offers living conditions to its dwellers as is also enhances the actual natural conditions, by regenerating the plot”.


Ficha técnica Data: MOOV + Susana Rodrigues; Arquitectura Architecture: MOOV; Arquitectura paisagista Landscape architecture: Susana Rodrigues; Texto Text: João Rato Imagens cedidas, gentilmente, pelo ateliê Images courtesy kindly by the office.

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

SUBLIMEFUGA NO FACEBOOK

terça-feira, Novembro 15, 2011

/// TWIN MEGAPHONE HOUSE


[PT] O ateliê Japonês Tekuto - Yasuhiro Yamashita + Toshiyuki Fujimori enviou-me uma das suas mais recentes casas – Twin Megaphone, localizada no Japão.
Esta habitação unifamiliar é para um casal com duas filhas e está localizada numa agradável zona residencial no centro de Tóquio. Considerando a característica, de forma rectangular, da área de intervenção, com diferentes níveis de norte para sul, o projecto apresenta dois volumes separados por uma ponte. A configuração desta casa deve-se ao cuidado em levar luz e ventilação natural de uma forma racional e eficaz em várias direcções, com o intuito de se criar um espaço dinâmico.Segundo o autor: “Teoricamente, existem duas maneiras de pensar a minha forma de desenhar. Uma começa a partir de materiais e estruturas e a outra começa com a análise das vivências e modos de vida do cliente. Esta casa enquadra-se na segunda forma. Analisar cuidadosamente um ambiente, decidindo dimensões e localizações de quartos, escolhendo materiais, evidenciando conforto, e, o mais importante, observando o cliente. Este processo contínuo de análise cultiva-me como arquitecto”. [EN]
The Japanese architecture office Tekuto - Yasuhiro Yamashita + Toshiyuki Fujimori sent to me one of his most recent houses – Twin Megaphone. This single family housing is for a couple with two daughters, and is located in a good housing district in center of Tokyo. Considering the site characteristic, which is rectangular shape and has differences in levels running north to south, the project presents two separate volumes with a bridge. The shape of this house is derived from careful speculation of taking natural light and wind rationally and effectively in various directions, to create dynamic space.
According to the author: “There are two ways of thinking in my design theory, one starts from materials and structures, and the other starts from ways of client’s living. This house belongs to the second one. Carefully analyzing an environment, deciding sizes and locations of rooms, picking materials, pursuing comfort, and most importantly, the observation of a client. This continuous exquisite analyzing process cultivates me as an architect”.


Architectural Design: Yasuhiro Yamashita + Toshiyuki Fujimori/Atelier Tekuto Structure: Takeyuki Gaino/G.DeSIGN Construction: Shigeki Matsuoka + Shinichi Uchimura + Satoru Masuda/Homebuilder Use: single family house Site area: 236.46㎡ Building area: 118.09㎡ Total floor area: 213.08㎡ Structure: wood Photographer: Toshihiro SOBAJIMA Imagens cedidas, gentilmente, pelo ateliê Images courtesy kindly by the office.

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

SUBLIMEFUGA NO FACEBOOK